segunda-feira, 11 de junho de 2007

Oeiras Alive 2007

Na noite de sábado, a minha visita (mais uma) à capital tinha como objectivo o Oeiras Alive 2007, no passeio marítimo de Algés. O calor não apertava e umas nuvens menos discretas faziam prever que a música seria animada pela chuva.

Chegamos ao recinto um minutos antes das 21h30 pelo que pouco esperamos para o ínicio do concerto dos White Stripes. Num palco vestido pelo trio de cores a que já habituaram os fãs, vermelho, preto e branco, Meg e Jack White surgiram descontraídos e prontos a dar um grande concerto. A simplicidade em palco da "big sister", tanto a nível de som como de performance, contrastavam com o brilhantismo multifacetado do irmão, equilibrando um espectáculo entusiasmante. O alinhamento com músicas novas e menos conhecidas foi sendo temperado com grandes êxitos da banda como "We're going to be friends", "Blue orchid", "Jolene", "Ball and biscuit" e "My doorbell", terminando com o muito aguardado "Seven nation army".
A repetir!


Seguiu-se um intervalo de pouco mais de 30 minutos antes de se dar ínicio a um ansiado regresso de um renascido Billy Corgan e companhia aos palcos portugueses. Aos primeiros acordes de "Today" a chuva começou a cair, sem grande intensidade, mas tornando mágicos estes primeiros momentos. A formação renovada dos Smashing Pumpkins apareceu em palco com um look de branco quase total com alguns apontamentos em negro. Composições esvoaçantes davam o toque final de misterioso new age ao cenário. Seguiram-se 90 minutos em que as recordações adolescentes de temas como "Zero", "Bullet with Butterflies Wings", "1979", "Disarm", "To Sheila" e "Tonight, tonight" (as últimas três em acústico a solo de Billy Corgan) se juntaram aos novos temas desta banda que ainda terá força e algo de novo a acrescentar ao mundo da música.
Lindo!


A recordar!

3 comentários:

Maria José disse...

RrRrRrR

E eu, que até gostava muito de ter ido, a trabalhar durante o fim-de-semana...

Moura disse...

Ora bem.. Entretanto não se comeu nada mal no "Nelo"... E entre ofertas de coca e uns charrados deu para passear pelo Bairro Alto! :P

bel disse...

E eu o dia todo a trabalhar... Que pena não ter recordado contigo a nossa adolescência!!!